A Epson apresenta um protótipo de robot autónomo.

A Epson apresenta um protótipo de robot autónomo.

Novo robot de dois braços com sensores visuais e táctis, para produção autónoma.

No passado mês de junho, a Epson marcou presença na Automatica, em Munique, apresentando pela primeira vez na Europa um protótipo de uma nova geração de robots. O novo Epson de dois braços (dual-arm) foi desenhado para uma produção amplamente autónoma, graças aos seus múltiplos sensores integrados, como câmaras, sensores de força e acelerómetros. A novidade deste conceito está na programação do robot, que é feita essencialmente por especificação de objectivos, e não, como era tradicional, por definição de trajectórias e controlo de portas. O lançamento deste novo robot está marcado para o ano 2015.

A Epson tem décadas de experiência na produção de robots industriais. O novo robot surgiu de uma intensiva troca de experiências com clientes, que, por exemplo, na industria alimentar, devido às peças que têm de ser executadas, ainda precisam de usar muito trabalho manual. O novo robot será inspirado na geometria do braço humano e os seus sensores visuais e táctis integrados serão capazes de resolver qualquer tarefa de forma autónoma. Tal como as actuais séries de robots da Epson, o dual-arm estará equipado com os sensores QMEMS, que permitirão que os braços se movam de forma rápida e sem vibração.

O sistema de visão do robot, com 4 câmaras instaladas, consegue detectar a posição e orientação dos objectos no espaço, graças a algoritmos especialmente desenvolvidos, e permite também que não seja necessária uma calibração do robot no espaço de trabalho. Ambas as pinças estão equipadas com sensores tácteis que permitem que haja uma flexibilização na alimentação de peças, e uma variedade de posicionamento e alinhamento. Isto permite que o robot consiga mover e manusear objectos, independentemente da orientação e posição destes.

Volker Spaniard, responsável da fábrica de automação da Epson Alemanha GmbH, explica que “a Epson, na sua longa história de automação industrial, introduziu imensas soluções de inovação para beneficio dos seus clientes. Com esta nova cinemática, introduzimos um conceito completamente novo, que até então, era muito difícil de ser superado pelos processos de automação de um robot. As versões comerciais do robot estarão equipadas com uma ampla variedade de pinças e sensores, de modo a que se consiga cobrir a maior diversidade de aplicações possíveis.”

Características do produto:

  • Teaching (ensinamento) simples: Em vez de complicadas sequências de movimentos para serem resolvidas, serão dados cenários possíveis. A máquina criada será baseada em trajectórias e acções independentes.

  • Uso de ferramentas comuns (standard): Graças ao alinhamento da geometria do braço com a anatomia humana, o robot poderá usar as mesmas ferramentas que as pessoas usam.

  • Não precisa de ser calibrado: O novo robot detecta a posição e orientação dos objectos no espaço. Assim, mesmo após uma mudança na célula de produção, não será necessário reprogramar o robot.